Com um currículo invejável que conta com diversas participações em campeonatos Sul e Pan-Americanos e três Olímpiadas, o gaúcho e sócio da Sociedade Hípica Porto Alegrense André Bier Johannpeter é o entrevistado desta semana!

entrevista-andre-1

Confira a seguir um pouquinho da sua trajetória e participações no The Best Jump, além de ótimas dicas para quem quer começar ou já pratica o hipismo:

  • Há quanto tempo você pratica hipismo?
    Há mais de 45 anos.
  • De quantos campeonatos já participou?
    Eu já perdi a conta, mas competi desde a categoria escola, mini-mirim (abaixo de 10 anos idade) e mirim, até júnior e sênior – em Campeonatos Gaúchos e Brasileiros. Em nível internacional, competi em Sul-Americanos (4 vezes), Pan-Americanos (3) e Olimpíadas (3)!

Scanned Document

  • Quais foram as suas melhores colocações e em quais campeonatos?
    As duas medalhas Olímpicas de bronze por equipes, em Atlanta e Sidney e o quarto lugar individual em Sidney.
  • Sob a sua sela já houve animais de destaque de criação brasileira – do Haras Joter – com os quais obteve importantes resultados. Qual foi o animal e respectiva conquista mais marcantes na sua carreira?
    Foi o Calei Joter, com quem conquistei as medalhas de bronze em Olimpíadas e a de Ouro no Pan-Americano, além da Cassiana Joter que me trouxe o ouro no Sul-Americano do Chile, acredito que em 1993 ou 94.
  • De quantas e quais edições do The Best Jump já participou?
    Participo do concurso desde os anos 80, conto mais de 25 participações. Venci o Grande Prêmio em 2000 com a Atlética num desempate espetacular com Vitor Alves Teixeira e o Marcelo Artiaga de Castro – todos nós com dois cavalos. Foi muito marcante!

  • Quais são os maiores desafios do concurso?
    Se manter como parte do circuito nacional e internacional através da sua ótima organização, bons prêmios e uma recepção amigável e calorosa aos participantes e público.
  • Como você avalia o The Best Jump?
    É um concurso que sempre esteve entre os melhores pois junta disputas internacionais com a estrutura diferenciada da Sociedade Hípica Porto Alegrense, tem duração de dias e número de provas ideais, pois prendem o publica de forma intensa. Mas o que mais gosto, e algo que sempre julguei importante num concurso, é o clima de competir entre amigos – coisa que poucos concursos conseguem como o The Best Jump!
  • Para quem vai participar pela primeira vez do campeonato, quais são as suas dicas?
    Aproveite para ver e aprender com os melhores, tanto na distensão como na pista, no cuidado com os cavalos e também no reconhecimento do percurso.

entrevista-andre-3

  • Uma frase para definir o hipismo:
    É um esporte apaixonante que exige muita persistência, disciplina e amor aos cavalos! Sempre digo que se treina uma semana inteira e em 60 segundos de percurso vem a recompensa ou a frustração e não se pode achar que ganhando está tudo bem e que perdendo está tudo errado, tem que voltar e treinar ainda mais! Agora que estou há 5 anos afastado das competições sinto saudades de todo este ambiente e dos cavalos… E quando tem o The Best Jump, voltam todas as ótimas memórias que tenho do hipismo!